segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Ver crónica completa ,no site indicado










BAPTISTA-BASTOS




As coisas movem-se




O reaparecimento de Rui Rio significa que alguma coisa está a mudar nos esquemas do PSD. 014 Por Baptista-Bastos|16.11.16PARTILHE 14 0 A descida de Pedro Passos Coelho nos oráculos do voto só será surpreendente para quem tenha da visão política portuguesa um entendimento limitado. Para os que desejam ver com clareza, as decisões do governo de António Costa, pressionado pelos seus parceiros das Esquerdas, provocaram uma substancial alteração no quadro político e social português. E as torpes ameaças do alemão Wolfgang Schauble ao governo português não passam de isso mesmo: ameaças, embora perigosas e absolutamente condenáveis. O reaparecimento de Rui Rio, provindo dos cafarnauns do PSD, significa que alguma coisa está a mudar nos esquemas daquele partido. E se Donald Trump surge como vencedor implacável, a verdade é que essa implacabilidade, desejada com tanto afã pela Direita, não obtém o consenso de braços abertos de muita América. Donald Trump criou uma decepção e uma insatisfação que apenas começaram a manifestar-se. O mundo está a mudar, e se nem sempre pelo caminho mais justo, as contra-condutas correspondem a uma ânsia, cuja natureza não deve ser ignorada. Um pouco por todo o lado, o mundo mexe. CONTINUAR A LER

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/opiniao/colunistas/baptista-bastos/detalhe/as-coisas-movem-se?ref=baptista-bastos_outros


De Thomas Mann, in net:

“Certamente é bom que o mundo conheça apenas a obra bela e não as suas origens nem as condições em que foi gerada; pois o conhecimento das fontes de onde provém a inspiração para o artista causaria frequentemente perturbação e espanto, neutralizando assim os efeitos da excelência.”
― Thomas Mann


- http://kdfrases.com


De Thomas Mann, in Net:

“Talvez se resumam nisso a própria juventude, a espontaneidade, a coragem e a profundeza da vida pessoal, a vontade e a faculdade de experimentar e viver com plena vitalidade a parte natural do ser.”
― Thomas Mann

De Ana Luísa Amaral



Poema de Ana Luísa Amaral, in Net:

ANIVERSÁRIO

Sentei-me com um copo em restos de
champanhe a olhar o nada.
Entre crianças e adultos sérios
Tive trinta em casa.
Será comovedor os quatro anos
e a festa colorida
as velas mal sopradas entre um rissol
no chão e os parabéns:
quatro anos de vida.


Serão comovedores os sumos de
laranja concentrados (proporções
por defeito) e os gostos tão
diversos, o bolo de ananás,
os pés inchados.

Será soberbamente comovente
toda a gente cantando,
o mau comportamento dos adultos
conversas-gelatinas e os anos
só pretexto.

Mas eu gostei. E contra mim gostei
mesmo no resto:
este prazer pequeno do silêncio
um sapato apertando descalçado
guardanapo e rissol por arrumar
no chão e um copo

olhando o nada
em restos de champanhe

Ana Luísa Amaral


Bom dia e boa semana, meus amigos!
Foto Pinterest

partilhou a foto de Revista Bula.
8 min ·



Ferreira Gullar: mais um grande que "partiu."


Revista BulaGostar da Página
28 de Julho de 2015 ·


(Ferreira Gullar)

Como dois e dois são quatro
sei que a vida vale a pena
embora o pão seja caro
e a liberdade pequena


Como teus olhos são claros
e a tua pele, morena
como é azul o oceano
e a lagoa, serena

como um tempo de alegria
por trás do terror me acena
e a noite carrega o dia
no seu colo de açucena

— sei que dois e dois são quatro
sei que a vida vale a pena
mesmo que o pão seja caro
e a liberdade, pequena.

Poema de Susana Duarte



Poema de minha filha. a poetisa Susana Duarte


Susana Duarte
19 h ·



no negro dos lábios, a vida

no negro dos lábios, a vida
toda. na boca dos cabelos,
a imensidão das noites.
sem querer, conto as auroras
perdidas de quem sou.


na leitura das linhas, perdida
foi a boca. o que se excede
não é nada. apenas a sombra:
ave sem rectrizes. onda. eu.

Susana Duarte

domingo, 4 de dezembro de 2016

ALEPO: o coração da Humanidade chora


Público
13 h ·


Continuam presas nas zonas sob ataque do regime cerca de 250 mil pessoas. Cirurgias no Leste da cidade são agora feitas a sangue-frio.


Rebeldes perdem cerca de 60% de Alepo
Com a ofensiva do regime a avançar, a vida na parte oriental da cidade está praticamente impossível.
PUBLICO.PT|DE PÚBLICO

DESPORTO...


Público
13 h ·


Dragões sobem à terceira posição na I Liga. Sp. Braga desce ao quarto posto.


FC Porto salva-se no último suspiro
Um golo de Rui Pedro nos últimos instantes da partida acabaram com um ciclo de empates dos dragões.
PUBLICO.PT|DE PÚBLICO


Público
2 h ·


Os italianos votam mudança de um terço da sua Constituição. Sofia Lorena explica qual é a importância deste referendo.


O que é e por que importa o referendo italiano?
As urnas estão abertas das 7h às 23h (menos uma hora em Lisboa) e as consequências políticas dos resultados poderão saber-se logo de seguida.
PUBLICO.PT|DE SOFIA LORENA

Público
2 h ·


O que acontecer neste país de bem-estar e sem problema sociais relevantes, terá consequências em toda a Europa.


Ganhe ou não a eleição, a extrema-direita já fez danos na democracia austríaca
Hofer pode vencer a presidência e o FPÖ vai à frente nas sondagens para as legislativas.
PUBLICO.PT|DE MARIA JOÃO GUIMARÃES

The New York Times
12 h ·


He thought he was being saved from cancer. The cure nearly killed him.


Immune System, Unleashed by Cancer Therapies, Can Attack Organs
Immunotherapy drugs have been hailed as a breakthrough in cancer treatment, but doctors are finding that what makes them effective is also what poses serious risks.
NYTIMES.COM|DE MATT RICHTEL

"Futebolleaks", com Mourinho e Ronaldo???????????????


euronews
11 h ·


#FootballLeaks l #JorgeMendes será o "cérebro" da alegada evasão fiscal de #CristianoRonaldo e #JoséMourinho


#FootballLeaks: Jorge Mendes será o "cérebro" da alegada evasão fiscal de Ronaldo e Mourinho
O representante de Cristiano Ronaldo e José Mourinho é apontado como o responsável pela rede criada em paraísos fiscais para ocultar os ganhos em direitos…
PT.EURONEWS.COM

Vai ser "lindo", isto, com Trump...


euronews
5 h ·


Vítima da inexperiência política de acordo com alguns analistas, Donald Trump, o Presidente eleito dos Estados Unidos, ainda não tomou posse mas já provocou o primeiro conflito diplomático com a…


EUA-China: Trump traído por chamada telefónica com Presidente de Taiwan
PT.EURONEWS.COM

euronews
1 h ·


Os austríacos já começaram a votar para escolher o chefe de Estado do país.


Abertas assembleias de voto para repetição de eleições presidenciais na Áustria
PT.EURONEWS.COM

Eleições na Europa, com cunho de Direita...


euronews
1 min ·


Mais de 50 milhões de italianos são chamados às urnas para votar, este domingo, no referendo sobre a reforma constitucional do executivo de Matteo Renzi que, entre outras coisas, retira a função legis


Italianos começam a votar em referendo sobre reforma constitucional
PT.EURONEWS.COM

Bom Domingo, amigos de Lusibero!


De José Régio...















"



Aprende a Ser como os Outros

Não precisamos de ler, estudar ou conhecer ninguém, quando produzimos nós próprios. Pois não basta que produzamos nós próprios? E gostemos de nós próprios? Que nos pode dar o espírito alheio, quando sobre o próprio nosso desceu em línguas de fogo a sabedoria de tudo? Melhor: A verdade é que nem precisamos nós próprios de produzir (toda a produção é uma limitação), ou mal precisamos de produzir, para usufruirmos as vantagens do criador e produtor. (…) Aprende a contar uma anedota; duas anedotas; três anedotas; quatro anedotas… uma anedota diverte muita gente; quatro anedotas divertem muito mais… aprende a polvilhar de blague todas essas ideias sérias, pesadas, profundas, obscuras, – ao cabo simplesmente maçadoras – com que pretendes sufocar (…); aprende a cultivar aquele subtil espírito de futilidade que ligeiramente embriaga como um champanhe, e a toda a gente agrada, lisonjeia todos, por a todos nos dar a reconfortante impressão de pertencermos ao mesmo meio… estarmos ao mesmo nível; não queiras ser nem sobretudo sejas mais inteligente ou mais sensível, mais honesto ou mais sincero, mais trabalhador ou mais culto, mais profundo ou mais agudo… numa palavra: superior. Sim, homem! aprende a ser como os outros, dizendo bem ou mal de tudo e todos – conforme – sem os excederes nem te comprometeres demasiado; e deixa-me lá esses Proustes e esses Gides e esses Dostoievskis e esses Tolstois (vem aí o tempo em que todos esses jarrões serão levados para o sótão!), deixa-me essa estética e essa mística e essa metafísica e essa ética (já o tempo chegou de se ver a inutilidade e o ridículo dessa pretensiosa decoração), deixa-me lá esses estrangeiros, e essas estrangeirices."




José Régio, in ‘Presença, Folha de Arte e Crítica, 1927-1940’

Poema meu (Obra Regª)































POEMA:


ORLAS DE ETERNIDADE


Foi profundo
o espaço-do-tempo de todas as inocências
do Existir.
Resta ao homem,
ser na essência da clarividência da verdade,
a realidade-Acontecer.
O poeta acorda e senta-se na mão do sol,
que se prende à raiz subcutânea
da verde orgânica-matriz!
Nas pétalas das flores e nas copas das árvores,
fixam-se as sílabas que rebentam a vida telúrica
da terra-ventre-
vida-raíz.
Então, o universo, numa orla de eternidade,
apressa-se a caber no poema,
tal como cabe o mar no mistério-terreno.

E eu, parada numa ilha da claridade

à beira de uma antiga realidade,

oiço, nas vielas empedradas do continente-cais,


guitarras a chorar saudades,

que ficaram retidas nos palmeirais!

E aprendo que o vento move as caravelas,

ao som do sol das estreitas ruelas!

Nasci com a incumbência de ir-apanhando-rosas pelos espinhos da errância…essa vaga tormentosa…
No Verbo do poema está a minha Urgência! No seu Corpo… a minha essência…


Maria Elisa Ribeiro-OUT/012- Portugal

sábado, 3 de dezembro de 2016

Boa noite, amigos de Lusibero!


POEMA meu (Obra Regª)
















Poema:

POEMA

( PERDOA…ACHO QUE SONHAVA…)

Afaga-me, às escuras, e canta-me aquela canção
que fazia embaciar os vidros da janela…
Acaricia-me e repara como as aves enamoradas
pelas nossas sombras se esquecem delas próprias,
para voarem, lentas e admiradas, nas asas do vento…
Vê como se alongam, estendidas nos leitos do Tempo…

Dança comigo a música do luar azul-prateado a romper
por entre as árvores, até nos chegar ao telhado.
Recorda-me aos ouvidos, aquela melodia de sons ciciados
aos quais eu respondia, meio-drogada- meio atordoada…
Deixa que os meus dedos escorreguem pelos teus cabelos,
até aos teus mais íntimos segredos inscritos a letras suaves,
nas sílabas dos versos decididas a sabê-los.

Depois, que à nossa volta surjam ilhas…rosas…junquilhos…
…mariposas…duendes…fadas…enquanto brilharemos
frente aos oceanos, deitados em montículos de areias preciosas…

( Perdoa…acho que estava perdida num sonho…)

Cor de malva é o crepúsculo, com árvores de tom esmeralda…
Mas, nada disso conta, quando a canção que me cantas,
embacia os vidros da janela.

Chama pelo meu nome, mais uma vez, dentro da minha boca…
…assim…a trocar teu corpo com o meu…
( Havia um sonho cansado sobre as minhas pálpebras,
mesmo antes de teres chegado…
Havia…Houve…Já não Há…)

Há quem diga, que são os anjos que atiram estrelas
por sobre a terra, para que as noites aqueçam.
Não digas a ninguém…mas, se voltasses, talvez te pudesse
mostrar,
também,
onde se escondem os anjos das estrelas
das noites de MIM- Alguém…

Maria Elisa Ribeiro
NOV/015

Incompetência, aliás, já reconhecida pelo próprio FMI


Público
4 h ·


Carlos Carvalhas diz que “o que mais pesou” na dívida pública portuguesa “foi a irresponsabilidade do BCE”.


Dívida deve ser paga em escudos, defende Carvalhas
Ex-líder defende renegociação da dívida pública “impagável”. E ironiza: “são os matemáticos” que o “demonstram” que “deverão ter a culpa”.
PUBLICO.PT|DE SÃO JOSÉ ALMEIDA

A Tragédia do Brasil...


Público
2 h ·


Os adeptos da Associação Chapecoense de Futebol encontram-se à porta do estádio desde as primeiras horas da manhã.


Corpos de futebolistas e dirigentes mortos em acidente aéreo chegaram a Chapecó
Adeptos esperaram pelo cortejo fúnebre até ao estádio Arena Condá.
PUBLICO.PT|DE LUSA


Público
2 h ·


Cuenca integra há precisamente 20 anos a lista de Património Mundial da UNESCO. (via Fugas)


Cuenca, a cidade com queda para o abismo
Rodeada pelos rios Júcar e Huécar e com as casas suspensas numa base rochosa que desafiam todas as leis da física, a cidade espanhola abraça séculos de história no meio de um enclave natural.
FUGAS.PUBLICO.PT|DE PÚBLICO

Artigo do Historiador Pacheco Pereira


Público
1 h ·


Pacheco Pereira escreve sobre a “geringonça” e a “disfunção cognitiva temporária” – em diálogo.



Três amigos conversam sobre o entusiasmo e o desentusiasmo
Três amigos conversam. Têm nomes italianos, mas são universais: Simplício, Salviati e Sagredo. Gente que vem de longe.
PUBLICO.PT|DE JOSÉ PACHECO PEREIRA